Newsletter nº 9

04/06/2020

Uma análise sobre o acesso a sites nacionais em tempo de pandemia.

Depois de uma forte subida entre fevereiro e abril, as plataformas de streaming registaram uma quebra de subscritores, mas ainda acima dos dois milhões.

Marcas de super/hipermercados mantêm-se aquelas cuja publicidade é a mais recordada.

O receio de ser contaminado e a falta de alimentos continuam a ser as duas situações que melhor traduzem o receio dos Luandenses, que hoje apresentam um índice de receio em ser contaminado superior ao verificado no início de abril.

Máscaras/produtos de desinfeção, eletrodomésticos/eletrónica de consumo e vestuário/calçado são as categorias que lideram as novas compras online dos portugueses.

As audiências, em PC, de sites de comércio electrónico sofreram relevantes alterações face aos 12 meses anteriores. Confira.

Os dados mais recentes do Barómetro Covid19 da Marktest revelam que os prazos de entrega e o valor dos portessão os aspectos que mais limitam as compras online.

Segundo um estudo da Marktest, aumenta a percentagem de inquiridos que afirmam que irão às grandes superfícies quando reabrirem, mas persiste o sentimento de que a ida constitui um risco elevado.